Quinta, 18 de Julho de 2024
20°

Tempo limpo

Redentora, RS

Ronda Policial 24 anos de prisão

Viamão: acusado pelo MPRS, líder de facção, conhecido como “Minhoca”, é condenado a mais de 24 anos de prisão - RD Foco

Atuaram em plenário os promotores de Justiça Bárbara Pinto e Silva, da Promotoria de Justiça de Viamão, e Eugênio Paes Amorim, designado pelo Núcleo de Apoio ao Júri (NAJ) do MPRS.

10/07/2024 às 11h32
Por: Depto de Jornalismo Fonte: MPRS
Compartilhe:
Foto: Divulgação/MPRS
Foto: Divulgação/MPRS

O réu José Dalvani Nunes Rodrigues, conhecido como "Minhoca", apontado como líder de uma facção criminosa, foi condenado nesta terça-feira, 09 de julho, pelo Tribunal do Júri de Viamão, a 24 anos, 10 meses e 3 dias de prisão em regime inicial fechado pelos crimes de homicídio qualificado e associação criminosa. “Minhoca” já se encontra no sistema prisional em decorrência de outros fatos.

O crime ocorreu em julho de 2016, no Bairro Planalto, em Viamão. Um homem foi morto a tiros dentro casa, sendo que o atirador entrou no local gritando “polícia, polícia”. O crime foi motivado por uma desavença envolvendo tráfico de drogas praticado pela organização criminosa.

Conforme denúncia oferecida pelo Ministério Público do Rio Grande do Sul (MPRS), em dezembro de 2019, o crime teve motivação torpe, além das qualificadoras por meio que resultou em perigo comum e recurso que dificultou a defesa da vítima.

Atuaram em plenário os promotores de Justiça Bárbara Pinto e Silva, da Promotoria de Justiça de Viamão, e Eugênio Paes Amorim, designado pelo Núcleo de Apoio ao Júri (NAJ) do MPRS. O coordenador do Centro de Apoio Operacional do Júri, Marcelo Tubino, acompanhou o julgamento.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias