RD Online
Quarta, 18 de Maio de 2022
10°

Chuva

Redentora - RS

Brasil SUSTO NO AR

Avião com sertanejo Bruno faz pouso não programado em Sorocaba após piloto constatar falha - RD Foco

A esposa de Bruno, o filho e um amigo também estavam na aeronave, que partiu de São Paulo e seguia para Uberlândia (MG).

21/01/2022 às 15h58
Por: Depto de Jornalismo Fonte: Por g1 Sorocaba e Jundiaí
Compartilhe:
Bruno, dupla de Marrone — Foto: Divulgação
Bruno, dupla de Marrone — Foto: Divulgação

Um avião particular que transportava o cantor Bruno, da dupla com Marrone, a esposa e o filho do sertanejo precisou fazer um pouso não programado em Sorocaba (SP) na noite de quinta-feira (20), após uma falha. Segundo o filho do casal, houve pane no motor.

Além da família, um amigo do casal também estava na aeronave, que decolou de São Paulo (SP) com destino a Uberlândia (MG).

Em um vídeo publicado em uma rede social, o filho do cantor, Enzo, disse que foi preciso fazer um "pouso de emergência" após um estouro em uma turbina, referindo-se ao motor do avião.

"Nossa, foi difícil, mas está tudo bem, graças a Deus", disse o rapaz, que também é cantor. O vídeo, no entanto, foi apagado minutos depois.

Posteriormente, a assessoria da dupla sertaneja informou que, segundo o piloto, não houve declaração de emergência em nenhum momento e que o procedimento de pouso alternativo foi adotado por "precaução" para checagem do avião.

"Por precaução, às 21h10, a aeronave particular precisou retornar para checar um aviso luminoso. O procedimento foi executado normalmente e em completa segurança. Este é um procedimento comum, previsto, e foi adotado visando a completa segurança de todos", relatou o piloto.

Após o pouso, os passageiros seguiram viagem de carro. Bruno e a família estão em casa, na cidade de Uberlândia, e não precisaram de atendimento médico.

O Aeroporto Estadual de Sorocaba "Bertram Luiz Leupolz" e o Departamento Aeroviário do Estado de São Paulo (Daesp) também informaram que não houve nenhum procedimento de emergência no local.

"Neste tipo de situação, protocolos específicos devem ser seguidos e registrados. Porém, nada foi registrado ou feito. Em pousos de emergência, as forças armadas e o Corpo de Bombeiros devem ser acionados, mas nada disso foi feito. Se uma turbina tivesse estourado, os vestígios dela teriam caído pelo caminho e aqui estariam os restos dela", diz o aeroporto.

*G1

Quer participar de um dos nossos grupos no Whatsapp clique aqui

Se inscreva em nosso canal no YouTube, RD Foco, clique aqui

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias