RD Online
Quarta, 26 de Janeiro de 2022
22°

Poucas nuvens

Redentora - RS

TRÂNSITO Mortes no trânsito

Em engavetamento, filho morre após bater no caminhão do pai na BR 116; mulher do homem também morreu

14/01/2022 às 10h22
Por: Depto de Jornalismo . Fonte: RD Foco, com informações do G1 e Banda B
Compartilhe:
Cabine de um dos caminhões envolvidos no acidente ficou completamente destruída — Foto: RPC
Cabine de um dos caminhões envolvidos no acidente ficou completamente destruída — Foto: RPC

Um casal, identificados como Gerson da Silva Mattos de 39 anos e Patricia de Abreu, de 34 anos, morreram em um engavetamento envolvendo quatro caminhões que aconteceu na tarde desta quinta-feira (13) no Contorno Leste, em São José dos Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba. A batida foi na BR-116.

Gerson colidiu o caminhão na traseira da carreta do pai, Jetro Flores de Mattos, segundo o Corpo de Bombeiros de São José dos Pinhais. 

O acidente aconteceu no km 108, na pista sentido Araucária. Os quatro caminhões bateram em um efeito dominó. O veículo conduzido por Gerson, um caminhão amarelo, era o último na fila e o do pai dele, Jetro, o penúltimo.

“Diz ele que só sentiu a bordoada. É pai e filho. O pai bateu fraco do caminhão da frente, mas aí o filho veio e bateu na traseira do pai. Ele devia estar a uns 70 km/h”, disse o caminhoneiro, Levir Filipak, amigo das vítimas.

As causas específicas ainda serão apuradas. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) também participou da operação.

O batalhão informou, ainda, que Arteris Litoral Sul, concessionária que administra o trecho, tem câmeras de monitoramento no local que devem ajudar as autoridades a entender como o acidente aconteceu.

Socorristas do Corpo de Bombeiros também atenderam mais duas pessoas, incluindo o homem que era pai e sogro das duas vítimas. Todos tiveram ferimentos leves e recusaram encaminhamento ao hospital.

O acidente aconteceu no início da tarde desta quinta.

A maior quilometragem de filas por conta do engavetamento aconteceu por volta das 16h, quando a Arteris registrou 18 quilômetros de congestionamento no sentido Foz do Iguaçu. Também houve lentidão no sentido São Paulo.

Pai e filho compartilhavam a estrada

Gerson e Jetro eram conhecidos entre os caminhoneiros como “Pai e Filho” e só rodavam juntos pelas estrdas. Apesar do engavetamento, o pai teve ferimentos leves.

“Deus o livre. É um amigo nosso, 40 anos de estrada. Eu também sou caminhoneiro. Somos vizinhos. Eu vi nascer aquele piá. A vida inteira viajando, pra morrer ele e a mulher. Muito triste”, lamentou Filipak, aos prantos.

Gerson e Patrícia moravam juntos há 17 anos. Eles tinham dois filhos, de 14 e 17 anos. Nas redes sociais, diversos amigos e familiares lamentaram a morte do casal.

“Quem conhecia os dois sabe o quanto parceiros eram, o quanto lutavam para fazer o bem. Que Deus conforte o coração do Jetro Mattos e guarde o Gerson Mattos e sua esposa em um bom lugar”, escreveu um deles.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias