RD Online
Quarta, 26 de Janeiro de 2022
22°

Poucas nuvens

Redentora - RS

Ronda Policial Rio Grande do Sul

Polícia investiga desaparecimento de cabeleireira no Vale dos Sinos

Lourdes Clenir Oliveira Melo, 48 anos, tinha medida protetiva contra o ex-companheiro, tido como o principal suspeito na investigação

12/01/2022 às 19h45
Por: Depto de Jornalismo . Fonte: Gaúcha ZH
Compartilhe:
Lourdes de Oliveira Mélo, 48 anos, está desaparecida desde o último domingo. Foto: Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal
Lourdes de Oliveira Mélo, 48 anos, está desaparecida desde o último domingo. Foto: Arquivo Pessoal / Arquivo Pessoal

A Polícia Civil investiga o desaparecimento da cabeleireira Lourdes Clenir Oliveira Melo, 48 anos, em Estância Velha, no Vale do Sinos. Conforme familiares, a mulher não foi mais vista desde o último domingo (9). Ela tinha uma medida protetiva contra o ex-companheiro, tido como o principal suspeito na investigação.

De acordo com o delegado do município Rafael Sauthier, responsável pela investigação, testemunhas relataram que ouviram gritos de Lourdes vindos da residência onde ela mora sozinha, na noite de domingo. Na manhã de segunda-feira (10), alguém teria saído da casa usando o carro da cabeleireira, mas os vizinhos não conseguiram identificar quem dirigia o veículo. Na residência, foram encontrados rastros de sangue, objetos quebrados e o espelho retrovisor do carro caído no chão. A mulher não atende a ligações nem responde a mensagens desde então, conforme familiares.

A polícia afirma que o ex-namorado da mulher é tido como o principal suspeito pelo desaparecimento. A cabeleireira tinha uma medida protetiva contra ele, mas o homem seguia rondando a residência da mulher, segundo os investigadores.

Conforme a apuração, Lourdes teria descoberto, em dezembro, uma traição do ex-companheiro e terminado o relacionamento. O delegado do município afirma que, após agressão e ameaças, o homem foi preso, mas solto no dia seguinte. Depois, a medida protetiva foi concedida à vítima pela Justiça.

— A traição foi a gota d'água, mas ela já estava descontente com o relacionamento porque ele tinha envolvimento com o crime, bebia, era violento. Mesmo com a medida protetiva, ele era visto diariamente pelos vizinhos rondando a região, seguia fazendo ameaças. Não aceitava terminar o relacionamento. Só que, infelizmente, não foi comunicado à polícia que ele estava descumprindo a determinação de não se aproximar dela — explica o delegado.

Segundo familiares, os dois estariam juntos há cerca de sete anos. A polícia investiga o paradeiro da mulher e o que teria ocorrido. A ocorrência foi registrada na segunda-feira. Imagens de câmeras de segurança são utilizadas pelas equipes, que também irão ouvir demais testemunhas.

Filha da cabeleireira, Camila Melo dos Santos, 24, conta que, desde o ano passado, a mãe vem se dedicando a um sonho antigo: abrir o próprio salão de beleza. Natural de Estância Velha, Lourdes tem trabalhado para juntar dinheiro para isso.

Ela atua como terceirizada na limpeza de uma escola de Educação Infantil e também oferece serviços de salão de beleza, como manicure e corte de cabelo, a domicílio.

— Ela fala disso há muitos anos. Toda vez menciona que quer abrir negócio nessa área, seja na casa mesmo ou em algum outro local, para trabalhar só com isso. Aí começou a fazer cursos no ano passado, se especializar. Comprou material, está muito empolgada. É o grande sonho da vida dela montar o próprio salão — diz a filha.

Camila conta que conversou com a mãe no final de semana antes do desaparecimento, e que Lourdes estava bem. A jovem mora em Santa Catarina, assim como parte da família, mas chegou ao RS nesta semana para acompanhar o trabalho da polícia.

— A gente torce para que não tenha acontecido nada mais grave, para que seja encontrada logo. Que ela só esteja longe de gente, sem conseguir se comunicar, mas que esteja tudo bem. No meu coração, ela está viva e vai voltar — afirma.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias