RD Online
Quarta, 25 de Maio de 2022
14°

Poucas nuvens

Redentora - RS

Educação e Cultura Rio Grande do Sul

Governo apresenta nova proposta de reajuste ao magistério que contempla aposentados

17/12/2021 às 08h41
Por: Depto de Jornalismo . Fonte: Secom/RS
Compartilhe:
Créditos: Foto: Felipe Dalla Valle / Palácio Piratini
Créditos: Foto: Felipe Dalla Valle / Palácio Piratini

O governo do Estado apresentou nova proposta de reajuste ao magistério, pela qual garante o reajuste de 32% na tabela inteira do subsídio, com uma nova fórmula que fará com que todos os ativos e inativos tenham aumento, variando de 5,5% a 32%. A iniciativa implica em despesas anuais de R$ 730,6 milhões, quase 1,5 folha de pagamento a mais por ano ao magistério.

O substitutivo prevê que a absorção da parcela autônoma seja limitada, de forma a garantir um reajuste efetivo mínimo de 5,53%, a mesma correção dada ao salário mínimo regional. Com isso, 30 mil inativos que estavam sem ganhos passam a ter aumento efetivo. Outros 15 mil vínculos de inativos, que tinham ganhos inferiores a 5%, passam a ter ganho efetivo de 5,53%.

Com a proposta, 45.295 inativos passam a ter ganho mínimo efetivo de 5,53%. Outros 1.359 ativos passam a ter o mesmo índice de reajuste. Ficam mantidos os cálculos da proposta anterior que garantem aumento médio efetivo de mais de 22% para cerca de 60 mil profissionais ativos, mais do que a variação do que o INPC (19,5%) acumulado desde o início de 2019.

O subsídio de entrada na carreira para o regime de 40 horas em licenciatura plena, sem considerar possíveis adicionais, passará de R$ 3.030,53 para R$ 4.000,30.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias