RD Online
Cotricampo
Vital Seg Serviços de Segurança do Trabalho e Saúde Ocupacional
Farmácia Santa Inês Rede Associadas
JP Celulares Redentora
Casa Nova de Redentora
CS CLIMATIZAÇÃO EM TENENTE PORTELA
Lemarco
Via Tec telecom
Clean Lar
Anúncio Rádio RD Online
Agroredenção
C-TEC REDENTORA
Mecânica e Auto Elétrica Pampa
Physical Life Stúdio de Musculação
Mânica Contabilidade
Banner Site
UNOPAR INFE
Laboratório Santo Antônio Análises Clínicas de Coronel Bicaco
Santos Monitoramento
Cervejaria da Praça
UNOPAR VESTIBULAR
RD ANÚNCIO G
JL MÓVEIS E ESQUADRIAS REDENTORA
SAPIRANGA

MPRS ajuíza ação de improbidade por irregularidades no sistema de controle de combustível do município de Sapiranga - RD Foco

.

13/09/2021 17h15
Por: Depto de Jornalismo
Fonte: MP RS
Foto: Divulgação/MP-RS
Foto: Divulgação/MP-RS

A Promotoria de Justiça de Sapiranga, por meio do promotor Michael Schneider Flach, ajuizou ação de improbidade administrativa por irregularidades no sistema de cobrança e fornecimento de combustíveis operado pela Prefeitura Municipal (processo nº 5004866-64.2021.8.21.0132).

De acordo com a inicial, foram detectadas várias irregularidades, como abastecimentos repetidos no mesmo veículo em questão de minutos e com litragem que excedia em muito a capacidade do tanque, bem como ao abastecimento em um veículo que inclusive já havia sido vendido pelo Município. Por meio deste expediente, apurou-se que tal procedimento irregular, ocorrido de 2013 a 2016, tenha gerado um prejuízo aos cofres públicos de quase R$ 400 mil, em valores da época.

A ação é direcionada contra a prefeita anterior e a atual, o secretário municipal responsável pelo controle, um proprietário de posto de combustível, bem como a pessoa jurídica, e mais dois servidores, apontando condutas de ação e de omissão.

O Ministério Público solicitou, em antecipação de tutela, o arrolamento de bens dos envolvidos, como forma de garantir o ressarcimento dos prejuízos ao erário público, o que deferido em sua maior parte pela Justiça em despacho no dia 7 de setembro. Inclusive, na decisão, o juiz Felipe Só dos Santos Lumertz, titular da 2ª Vara Civil, cita como exemplo uma das várias condutas irregulares descritas na inicial, na qual se pode perceber como era operado o esquema: carregadeira 28233, com capacidade de 200 litros, abastecida em 26.03.2013, às 17h03, às 17h31 e às 17h40, respectivamente com 96 litros, 195,55 litros e 195,63 litros, totalizando 557,11 litros.

O processo segue com o cumprimento da liminar e a citação dos envolvidos para a sua defesa.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.