RD Online
Anúncio Rádio RD Online
JP Celulares Redentora
Vital Seg Serviços de Segurança do Trabalho e Saúde Ocupacional
Lemarco
Physical Life Stúdio de Musculação
UNOPAR VESTIBULAR
CS CLIMATIZAÇÃO EM TENENTE PORTELA
Casa Nova de Redentora
Laboratório Santo Antônio Análises Clínicas de Coronel Bicaco
RD ANÚNCIO G
Cervejaria da Praça
Cotricampo
C-TEC REDENTORA
Mecânica e Auto Elétrica Pampa
JL MÓVEIS E ESQUADRIAS REDENTORA
Santos Monitoramento
Farmácia Santa Inês Rede Associadas
Banner Site
UNOPAR INFE
Clean Lar
Via Tec telecom

Polícia Federal apreende R$ 190 milhões em fraudes no enfrentamento à pandemia no Brasil

21/07/2021 08h39
Por: Depto de Jornalismo .
Fonte: O Sul
Valores investigados somam R$ 3,2 bilhões. Foto: Polícia Federal/Divulgação
Valores investigados somam R$ 3,2 bilhões. Foto: Polícia Federal/Divulgação

A PF (Polícia Federal) ultrapassou na última semana a marca de 100 operações de repressão ao desvio e utilização indevida de verbas públicas federais destinadas ao combate à pandemia de Covid-19. Até o último dia 13, o total de operações chegou a 102 e os valores apreendidos a quase R$ 190 milhões.

Em nota, a PF informou nesta terça-feira (20) que, desde abril do ano passado, já cumpriu 158 mandados de prisão temporária, 17 de prisão preventiva e 1.536 de busca e apreensão em 205 municípios de 26 unidades da federação. O montante de contratos de produtos e serviços investigados atingiu cerca de R$ 3,2 bilhões.

Superfaturamento

Deflagrada em abril de 2020 na Paraíba, a Operação Alquimia foi a primeira ação para apurar suspeita de contrato. De lá para cá, o Amapá é o Estado com o maior número de operações, 11 no total, seguido por Maranhão (10), Pernambuco (8), Sergipe (8), Rio de Janeiro (7), São Paulo (6), Piauí (6), Pará (6), Amazonas (4) e Rondônia (4).

Sobre o montante de contratos investigados, o Pará lidera com R$ 1,4 bilhão. Em seguida, aparecem o Rio de Janeiro (R$ 850 milhões), Pernambuco (R$ 198 milhões), São Paulo (R$ 118 milhões), Minas Gerais (R$ 102 milhões), Rondônia (R$ 92 milhões) e Piauí (R$ 82 milhões).

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.