RD Online
UNOPAR INFE
Clean Lar
Laboratório Santo Antônio Análises Clínicas de Coronel Bicaco
Lemarco
Cotricampo
Physical Life Stúdio de Musculação
CS CLIMATIZAÇÃO EM TENENTE PORTELA
Santos Monitoramento
Mecânica e Auto Elétrica Pampa
Anúncio Rádio RD Online
JP Celulares Redentora
C-TEC REDENTORA
UNOPAR VESTIBULAR
Via Tec telecom
Banner Site
JL MÓVEIS E ESQUADRIAS REDENTORA
Farmácia Santa Inês Rede Associadas
Cervejaria da Praça
RD ANÚNCIO G
Vital Seg Serviços de Segurança do Trabalho e Saúde Ocupacional
Casa Nova de Redentora
BRASÍLIA

Em Brasília, Ranolfo debate proteção de fronteiras e divisas com secretários de Segurança de Estados

.

24/06/2021 08h22
Por: Depto de Jornalismo
Fonte: Juliana Roll/Ascom GVG/Marcelo Flach/Secom
"Encontros dessa natureza são fundamentais para enfrentarmos os crimes fronteiriços de forma integrada", disse Ranolfo - Foto: Juliana Roll / Ascom GVG

O vice-governador e secretário da Segurança Pública, delegado Ranolfo Vieira Júnior, está em Brasília para participação no Fórum Sobre Proteção Integrada de Fronteiras e Divisas. O encontro reúne secretários de Segurança de 15 unidades federativas com o intuito de fortalecer a prevenção, vigilância, fiscalização e controle de ilícitos transnacionais nas regiões de fronteiras e divisas do país.

Durante sua explanação, Ranolfo saudou a iniciativa do evento e a importância de ações de integração entre Estados e União para o combate ao crime. “Todos aqui somos experientes em Segurança Pública e todos sabemos que a fronteira brasileira é permeável, é através dela que ingressam no nosso país armas, munições e drogas que alimentam as organizações criminosas, produzindo violência e gerando insegurança. Das 33 cidades-gêmeas do Brasil, 12 estão no Rio Grande do Sul, por isso encontros dessa natureza são fundamentais para enfrentarmos os crimes fronteiriços e transnacionais de forma integrada, bem como o aporte de recursos da União nos Estados”, destacou.

O vice-governador e secretário exemplificou a importância de ações integradas com os resultados obtidos pelo governo gaúcho com o Programa RS Seguro. “No RS temos um programa estruturante, transversal, que tem como base três premissas que são fundamentais na Segurança Pública, e que se aplicam aqui neste nosso encontro de hoje: integração, inteligência e investimento qualificado. Com esse trabalho estamos reduzindo todos os indicadores de criminalidade no nosso Estado”, acrescentou.

Ao longo dos dois dias de evento, serão desenvolvidos trabalhos envolvendo os Gabinetes de Gestão Integrada de Fronteiras e Divisas dos 15 Estados participantes e os órgãos federais que integram o Programa de Proteção Integrada de Fronteiras (PPIF). O objetivo é a elaboração de um diagnóstico estratégico sobre áreas temáticas relacionadas à proteção integrada de fronteiras, entre as quais, operações integradas; cooperação internacional e nacional, governança e políticas públicas e integração e desenvolvimento regional.

A cerimônia de abertura contou com as presenças do presidente da República, Jair Bolsonaro, do ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, e do ministro do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno Ribeiro Pereira, responsável também pelo PPIF.

O Fórum integra as atividades da Semana Nacional de Política sobre Drogas e tem atividades até quinta-feira (24/6). Participam também os Estados do Acre, Amazonas, Amapá, Ceará, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraná, Rio Grande do Norte, Rondônia, Roraima, Santa Catarina e Tocantins. Acompanham o vice-governador do RS o diretor do Observatório Estadual da Segurança Pública, coronel Luis Fernando de Oliveira Linch, e a secretária-executiva do Gabinete de Gestão Integrada da Região Metropolitana de Porto Alegre (GGIM-POA), Eliége Teixeira.

 

Texto: Juliana Roll/Ascom GVG

Edição: Marcelo Flach/Secom

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.