RD Online
JP Celulares Redentora
Vital Seg Serviços de Segurança do Trabalho e Saúde Ocupacional
Barbearia e Lancheria Stein
C-TEC REDENTORA
JL MÓVEIS E ESQUADRIAS REDENTORA
Via Tec telecom
Santos Monitoramento
Banner Site
Lemarco
Farmácia Santa Inês Rede Associadas
Estofaria e Vidraçaria Fanezzi
Zé Automóveis Multimarcas
Laboratório Santo Antônio Análises Clínicas de Coronel Bicaco
Cervejaria da Praça
Mecânica e Auto Elétrica Pampa
Casa Nova de Redentora
RD ANÚNCIO G
Auto Posto Gemelli
CS CLIMATIZAÇÃO EM TENENTE PORTELA
UNOPAR INFE
Cotricampo
Anúncio Rádio RD Online
UNOPAR VESTIBULAR

Em pouco mais de um mês, sexto integrante da mesma família morre em decorrência da Covid-19 em SC

11/05/2021 14h48
Por: Depto de Jornalismo .
Fonte: NSC Total
José faria 49 anos no final de maio e não tinha comorbidades (Foto: Redes Sociais/Reprodução NSC)
José faria 49 anos no final de maio e não tinha comorbidades (Foto: Redes Sociais/Reprodução NSC)

Morreu na manhã desta terça-feira, dia 11, a sexta vítima da Covid-19 da mesma família em Ituporanga, no Alto Vale do Itajaí. José Joarez de Almeida, 48, era filho de Cecília de Jesus Quadros de Almeida, que já havia perdido o marido e quatro filhos para a Covid-19 em um intervalo de apenas 33 dias. José estava internado há duas semanas no Hospital Bom Jesus.

Mãe de seis filhos, Dona Cecília, era casada com João Alci de Almeida, de 70 anos, que faleceu em decorrência da doença no dia que morreu após ficar sete dias internado, no dia 24 de abril.

Segundo relato da mãe à NSCTV, o marido e os seis filhos contraíram o vírus. Os sete precisaram de internação e apenas uma das filhas saiu com vida do hospital. A mais nova, Maria Rosimara de Almeida Hellmann, de 34 anos, foi a primeira a não resistir, em 2 de abril.

O irmão dela, técnico em enfermagem, Antônio de Almeida, 50, morreu oito dias depois. No dia seguinte, o pai deles foi hospitalizado e morreu depois de ficar uma semana na unidade de saúde.

Dez dias se passaram e Cecília teve de enterrar a filha Zelirde Almeida, 45. João Ercio Almeida, 43, partiu na sequência. Os seis não moravam na mesma casa, mas se encontravam com frequência.

A equipe médica que cuidou de José tentou um tratamento com capacete respiratório, método menos invasivo que a intubação convencional. Porém, depois de 14 dias na unidade de saúde, ele também acabou falecendo.

Ainda na semana passada, a prefeitura do município já havia decretado luto oficial de três dias por causa das cinco mortes da família Almeida em cerca de um mês. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.