RD Online
Jucerlei Dutra Advocacia
JP Celulares Redentora
Decorações, Festas e Eventos Arco-Íris
Anúncio Rádio RD Online
Zé Automóveis Multimarcas
C-TEC REDENTORA
ASM Oficina de Música
JL MÓVEIS E ESQUADRIAS REDENTORA
Barbearia e Lancheria Stein
Casa Nova de Redentora
Cotricampo
Farmácia Santa Inês Rede Associadas
Mecânica e Auto Elétrica Pampa
Vital Seg Serviços de Segurança do Trabalho e Saúde Ocupacional
Lemarco
Auto Posto Gemelli
UNOPAR VESTIBULAR
Santos Monitoramento
Banner Site
Via Tec telecom
Cervejaria da Praça
Estofaria e Vidraçaria Fanezzi
RD ANÚNCIO G
UNOPAR INFE
CS CLIMATIZAÇÃO EM TENENTE PORTELA
Laboratório Santo Antônio Análises Clínicas de Coronel Bicaco

Criança ferida atentado em creche no Oeste Catarinense é transferida para Chapecó

04/05/2021 17h20
Por: Depto de Jornalismo .
Fonte: Oeste Mais
Crime ocorreu na manhã desta terça-feira (Foto: Saer)
Crime ocorreu na manhã desta terça-feira (Foto: Saer)

Uma criança de um ano e nove meses foi transferida pelo Saer/Fron para o Hospital Regional do Oeste (HRO), em Chapecó, após atentado em creche na manhã desta terça-feira, dia 4, em Saudades, no Oeste de Santa Catarina. 

Segundo informações preliminares do delegado Ricardo Casagrande, o estado de saúde da vítima é estável. 

O crime ocorreu no momento em que um jovem invadiu uma creche e esfaqueou crianças e funcionários. Três crianças e uma professora morreram no local, informou a Polícia Civil. 

As três crianças tinham menos de dois anos. Ainda conforme informações preliminares, quatro vítimas morreram no local e uma agente educativa chegou a ser socorrida, mas morreu ao dar entrada no hospital de Pinhalzinho. 

Logo após cometer o crime, o autor do atentado teria tentado suícido com um golpe de adaga no pescoço.  

“A informação que eu recebi do hospital é que ele está intubado, em estado grave, mas está vivo. E a gente espera que ele sobreviva para que responda por esse crime que cometeu”, disse Jerônimo, delegado da Polícia Civil de Pinhalzinho.

O delegado ainda informou que o rapaz está sob escolta policial no hospital de Pinhalzinho.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.