RD Online
Laboratório Santo Antônio Análises Clínicas de Coronel Bicaco
Auto Posto Gemelli
Barbearia e Lancheria Stein
Santos Monitoramento
Via Tec telecom
ASM Oficina de Música
Estofaria e Vidraçaria Fanezzi
Cervejaria da Praça
JL MÓVEIS E ESQUADRIAS REDENTORA
UNOPAR VESTIBULAR
C-TEC REDENTORA
Mecânica e Auto Elétrica Pampa
UNOPAR INFE
CS CLIMATIZAÇÃO EM TENENTE PORTELA
JP Celulares Redentora
Lemarco
Farmácia Santa Inês Rede Associadas
Cotricampo
Anúncio Rádio RD Online
Banner Site
Decorações, Festas e Eventos Arco-Íris
Zé Automóveis Multimarcas
Casa Nova de Redentora
Jucerlei Dutra Advocacia
RD ANÚNCIO G
Vital Seg Serviços de Segurança do Trabalho e Saúde Ocupacional

Homem é indiciado por maus-tratos após matar cão a chutes no RS

16/04/2021 09h10
Por: Depto de Jornalismo .
Fonte: G1 RS
Corpo de cão foi recolhido por policiais civis, em Canoas — Foto: PC/D
Corpo de cão foi recolhido por policiais civis, em Canoas — Foto: PC/D

A Polícia Civil de Canoas, na Região Metropolitana de Porto Alegre, indiciou um homem, nesta quinta-feira (15), por maus-tratos a animais. O suspeito, de 22 anos, teria agredido uma cadela a chutes, no bairro Fátima, no dia 12 de abril. O indivíduo, cuja identidade não foi revelada, responderá ao crime em liberdade.

O animal pertencia a vizinhos do homem. Em depoimento, o indiciado disse ter sido atacado pelo cão.

Entretanto, segundo a delegada Tatiana Bastos, testemunhas negaram a versão, relatando que a cadela sofreu dois chutes violentos por parte do rapaz.

"Com base na oitiva das testemunhas, que confirmaram a dinâmica dos fatos e os chutes desferidos pelo agressor, e no relatório da médica veterinária que atendeu o canino, o agressor foi indiciado", relatou.

O caso foi denunciado pelo tutor do animal à 4ª Delegacia de Polícia da cidade um dia após o ocorrido, quando a cadela morreu. O corpo do cão foi levado, por agentes, à Secretaria Extraordinária dos Direitos dos Animais, onde foi constatada a morte por choque hemorrágico.

A responsável pelas investigações ainda afirmou que, pela crueldade e comoção pública, o fato mereceu atenção da Polícia Civil.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.