RD Online
Zé Automóveis Multimarcas
Laboratório Santo Antônio Análises Clínicas de Coronel Bicaco
UNOPAR VESTIBULAR
Jucerlei Dutra Advocacia
Casa Nova de Redentora
Farmácia Santa Inês Rede Associadas
Decorações, Festas e Eventos Arco-Íris
Santos Monitoramento
Vital Seg Serviços de Segurança do Trabalho e Saúde Ocupacional
C-TEC REDENTORA
Anúncio Rádio RD Online
RD ANÚNCIO G
JL MÓVEIS E ESQUADRIAS REDENTORA
Cotricampo
Auto Posto Gemelli
Mecânica e Auto Elétrica Pampa
Estofaria e Vidraçaria Fanezzi
Cervejaria da Praça
Barbearia e Lancheria Stein
Lemarco
Banner Site
ASM Oficina de Música
CS CLIMATIZAÇÃO EM TENENTE PORTELA
UNOPAR INFE
Via Tec telecom
JP Celulares Redentora

Homem mata filha, esfaqueia 4 familiares e tenta suicídio em Santa Catarina

13/04/2021 17h38Atualizado há 4 semanas
Por: Depto de Jornalismo .
Fonte: G1 SC
Géssica Dias Tizon foi atingida por ao menos três golpes de faca e morreu no local do crime — Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal
Géssica Dias Tizon foi atingida por ao menos três golpes de faca e morreu no local do crime — Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal

Um homem de 42 anos é suspeito de matar a filha de 21 anos na segunda-feira (12) em Rodeio, no Vale do Itajaí. Segundo a Polícia Militar, além da filha, ele ainda esfaqueou a ex-mulher, de 39 anos, que é mãe da vítima. Os avós, de 56 e 61, e o tio, de 34, também foram atacados. O crime ocorreu após a ex-companheira ter ido até a delegacia solicitar uma medida protetiva contra ele.

Géssica Dias Tizon foi atingida por ao menos três golpes de faca e morreu no local do crime. Após o assassinato, o homem foi preso em flagrante e, ferido, foi levado ao hospital junto com as outras vítimas. A Polícia Civil trata o ataque contra a filha e ex-companheira como feminicídio e a suspeita é a de que a jovem tenha sido morta ao defender a mãe das agressões do pai.

Pelos outros crimes, a polícia afirma que o homem irá responder por tentativa de homicídio. O quadro clínico de todas as vítimas é estável.

De acordo com o delegado responsável pela região, Ronnie Reis Esteves, a ex-companheira foi até a delegacia no início da tarde de segunda e conseguiu uma medida protetiva por violência doméstica. No entanto, o oficial de Justiça não conseguiu entregar a intimação ao homem, pois o crime já havia ocorrido.

A PM acompanhou a mãe de Géssica até a casa em que dividia com o homem, localizado no bairro Rodeio 12. No local, ela recolheu os pertences e foi junto com o dois filhos mais novos para a casa dos pais. Estes dois irmãos da vítima, menores de idade, também estavam no momento do crime, mas não se feriram.

"A Polícia Civil encaminhou ao Poder Judiciário [o pedido de proteção], que imediatamente deferiu. Assim que o oficial de Justiça foi intimar o agressor, já se deparou com a situação", disse Esteves.

Conforme a PM, o homem também fez alguns disparos com um rifle calibre 22, mas os ferimentos nos familiares foi causado por golpes de faca.

Segundo o Corpo de Bombeiros Voluntários da cidade, os feridos foram levados aos hospitais de Timbó e Indaial, na mesma região. Segundo a PM, eles não correm risco de morte. Não há detalhes sobre o estado de saúde atualizado das vítimas.

Fuga

Depois de matar a filha e ferir as outras pessoas, o homem fugiu para casa onde mora, que fica a aproximadamente 50 metros do local de onde o crime ocorreu. A polícia realizou buscas e, ao entrar na residência do suspeito, encontrou manchas de sangue no chão da cozinha.

O rastro de sangue foi seguido até uma área de matagal no fundo da casa, onde o homem foi encontrado perto de um córrego, com diversos cortes nos pulsos, pés e uma perfuração no abdômen. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.