RD Online
Vital Seg Serviços de Segurança do Trabalho e Saúde Ocupacional
Cotricampo
ASM Oficina de Música
Jucerlei Dutra Advocacia
Casa Nova de Redentora
JL MÓVEIS E ESQUADRIAS REDENTORA
Banner Site
Laboratório Santo Antônio Análises Clínicas de Coronel Bicaco
Cervejaria da Praça
Via Tec telecom
Farmácia Santa Inês Rede Associadas
Lemarco
Barbearia e Lancheria Stein
UNOPAR INFE
Decorações, Festas e Eventos Arco-Íris
Auto Posto Gemelli
Mecânica e Auto Elétrica Pampa
Anúncio Rádio RD Online
UNOPAR VESTIBULAR
Santos Monitoramento
CS CLIMATIZAÇÃO EM TENENTE PORTELA
JP Celulares Redentora
Zé Automóveis Multimarcas
RD ANÚNCIO G
C-TEC REDENTORA
Estofaria e Vidraçaria Fanezzi

Americano mata vizinha e prepara prato para a família com o coração dela e batatas

01/03/2021 16h53Atualizado há 2 meses
Por: Depto de Jornalismo .
Fonte: RD Foco com informações do site Oklahoman
Lawrence Paul Anderson Foto: Reprodução
Lawrence Paul Anderson Foto: Reprodução

Lawrence Paul Anderson é um americano que confessou nesta semana ter matado uma vizinha e arrancado o coração dela para comer em casa, em Chickasha (Minnesota, EUA).

"“Ele cozinhou o coração com batatas para alimentar sua família, Anderson acreditava que após cozinhar os órgãos, ele seria capaz de libertar os demônios que o atormentam”, revelou um agente do departamento de Polícia. Segundo o site "Oklahoman", a vítima, Andrea Lynn Blankenship tinha 41 anos.

Ainda de acordo com a imprensa internacional, o americano vivia com sua tia, Delsie Pye, e seu tio, Leon Pye. Além de ter assassinado a vizinha, Anderson, assim que cozinhou o coração e serviu os familiares, matou o tio, de 67 anos, e sua neta, Kaeos Yates, de 4 anos. A única que sobreviveu ao ataque do americano foi a tia, que conseguiu avisar a polícia. Anderson foi preso no mesmo dia, mas a polícia não sabia do assassinato da vizinha.

As autoridades só descobriram o corpo de Blankenship dois dias depois da prisão. Anderson confessou os hediondos crimes, enquanto estava sendo atendido em um hospital da cidade de Oklahoma.

O americano, assim que recebeu alta, foi transferido para uma prisão do condado de Grady. 

O caso provocou indignação porque o criminoso reincidente foi libertado da prisão no início de janeiro. Ele foi condenado em 2017 a 20 anos de prisão por tráfico de crack, mas saiu depois que o governador Kevin Stitt comutou a pena. Lawrence estava morando na casa dos tios desde a soltura. Antes, ele já havia cumprido dois anos de detenção por ter agredido a namorada.

Lawrence pode ser condenado à morte. A defesa alega que o cliente é bipolar.

  • Americano mata vizinha e prepara prato para a família com o coração dela e batatas
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.