RD Online
Lemarco
Joalheria, Floricultura e Casa das Linhas Pereira
Jocelia Borges
ZÉ AUTOMÓVEIS
Mecânica e Auto Elétrica Pampa
UNOPAR INFE
UNOPAR VESTIBULAR
CS CLIMATIZAÇÃO EM TENENTE PORTELA
Banner Site
Decorações, Festas e Eventos Arco-Íris
Estofaria e Vidraçaria Fanezzi
CENTER MÓVEIS REDENTORA
Lancheria e Barbearia Stein
Vital Seg Serviços de Segurança do Trabalho e Saúde Ocupacional
Via Tec telecom
Ceducar Centro Educacional Carla Renati Andriguetto
Cervejaria da Praça
Casa Nova de Redentora
JP Celulares Redentora
Auto Posto Gemelli
RD ANÚNCIO G
Anúncio Rádio RD Online
JL MÓVEIS E ESQUADRIAS REDENTORA
ASM Oficina de Música
Cotricampo
C-TEC REDENTORA
ESCLARECIMENTOS

Justiça pede esclarecimentos sobre apps de desconto em combustível

Notificação foi enviada a distribuidoras pela Secretaria do Consumidor

23/02/2021 20h35
Por: Depto de Jornalismo
Fonte: Agência Brasil
Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil
Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

A Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), vinculada ao Ministério da Justiça, notificou as principais distribuidoras de combustíveis do país para que apresentem esclarecimentos sobre a utilização de aplicativos de concessão de descontos e outros benefícios aos consumidores. 

As empresas terão ainda que responder sobre o uso dos dados dos consumidores capturados pelos aplicativos, a garantia de qualidade dos combustíveis e a composição de preço dos combustíveis. Segundo a pasta, a notificação foi enviada ontem (22). 

As empresas notificadas têm prazo de dez dias para responder aos questionamentos, a contar do recebimento da notificação. Os aplicativos são usados pelos consumidores, que cadastram informações pessoais, e ganham descontos no abastecimento em redes de postos de combustíveis. 

“As respostas às notificações serão analisadas de forma crítica, a fim de identificar como é tratada a relação entre as distribuidoras e revendedoras na composição de preços e na qualidade dos combustíveis fornecidos aos consumidores e como têm sido utilizados os aplicativos para fidelização de consumidores”, afirmou o coordenador-geral de Estudos e Monitoramento de Mercado da Senacon, Frederico Moesch, de acordo com a assessoria do ministério.

Em outra medida sobre o setor, o presidente Jair Bolsonaro assinou decreto que obriga os postos revendedores a informar aos consumidores os preços reais e promocionais dos combustíveis. A medida foi publicada na edição desta terça-feira do Diário Oficial da União e entra em vigor em 30 dias.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.