RD Online
Joalheria, Floricultura e Casa das Linhas Pereira
Mecânica e Auto Elétrica Pampa
C-TEC REDENTORA
Auto Posto Gemelli
Ceducar Centro Educacional Carla Renati Andriguetto
UNOPAR VESTIBULAR
Cotricampo
ASM Oficina de Música
CS CLIMATIZAÇÃO EM TENENTE PORTELA
Anúncio Rádio RD Online
JP Celulares Redentora
Casa Nova de Redentora
Vital Seg Serviços de Segurança do Trabalho e Saúde Ocupacional
UNOPAR INFE
Decorações, Festas e Eventos Arco-Íris
RD ANÚNCIO G
ZÉ AUTOMÓVEIS
Lemarco
Estofaria e Vidraçaria Fanezzi
Banner Site
Jocelia Borges
Via Tec telecom
JL MÓVEIS E ESQUADRIAS REDENTORA
Cervejaria da Praça
Lancheria e Barbearia Stein
CENTER MÓVEIS REDENTORA
NÃO-ME-TOQUE

Homem de 50 anos morre de Covid-19 à espera de leito de UTI em Não-Me-Toque

Central de regulação dos leitos chegou a obter um leito em Cruz Alta, mas Idemar da Silva faleceu antes da transferência. Município não tem vagas de UTI.

23/02/2021 20h09
Por: Depto de Jornalismo
Fonte: Por RBS TV e G1 RS
Idemar da Silva foi internado no sábado (20) e morreu na manhã de segunda (22), aos 50 anos — Foto: Reprodução/RBS TV
Idemar da Silva foi internado no sábado (20) e morreu na manhã de segunda (22), aos 50 anos — Foto: Reprodução/RBS TV

Um homem, de 50 anos, morreu à espera de um leito de UTI, em Não-Me-Toque, no Norte do Rio Grande do Sul, na manhã de segunda-feira (22), de Covid-19. Idemar da Silva havia dado entrada no Hospital Beneficente Alto do Jacuí no sábado (20), e apresentou piora.

O município não tem leito de UTI. Diante da gravidade do caso, o hospital requisitou uma vaga para Idemar no sistema de gerenciamento de leitos estadual, o Gerint. "No dia 20 nós já tínhamos dois pacientes no Gerint, que já estavam sem leitos. E no dia 20, internou esse paciente [Idemar]", relata a enfermeira responsável pelo hospital, Cátia Müller.

"Não conseguimos leitos mesmo com contatos direto com todos os hospitais praticamente do estado que são do nosso conhecimentos. Ligamos para todos e não conseguimos esse leito no dia 22. Infelizmente ele teve uma piora mais importante ainda que necessitou intubação imediata aqui no hospital, a qual foi realizada por três médicos mais a equipe de enfermagem, só que ele não resistiu devido à gravidade e acabou tendo uma parada cardiorrespiratória que mesmo com a reanimação não foi possível salvá-lo", descreve.

A Secretaria Municipal de Saúde diz que seguiu todos os protocolos de busca por leitos, mas não conseguiu uma vaga.

"A situação realmente é desesperadora, não há leitos disponíveis", diz a secretária de Saúde, Liliane Kramer Erpen. Um dos pacientes cadastrados no Gerint conseguiu uma transferência para Pelotas. O outro segue aguardando.

A Secretaria Estadual da Saúde informa que o hospital contatou a Central Estadual de Regulação às 22h27 de domingo (21). "Após avaliação do caso, orientamos contato do hospital solicitante com a Central de Urgência para remoção imediata pelo SAMU. Não ocorreu esse contato", diz.

Na manhã seguinte, às 9h, a transferência de Idemar para um leito de UTI em Cruz Alta foi autorizada. Porém, pouco mais de uma hora depois, ele faleceu em Não-Me-Toque.

'Tirou nosso chão'

Idemar trabalhava como açougueiro e deixa esposa e um filho. "Tirou nosso chão. Porque a gente não viu ele mal. A gente não viu ele a ponto de perder ele sabe", diz a esposa, Mara Regina da Silva.

"Pela boa saúde que ele tinha, a gente achou que dois, três dias ali no hospital e tá tranquilo, ele tá voltando aqui para casa e vai se recuperar. Quando a gente chegou lá e recebeu a notícia que ele tinha vindo a óbito foi forte, tirou nosso chão".

O filho de Idemar, Lincoln Idemar da Silva, diz que a família estava "um pouco desacreditada" da doença. "Achava que podia ser uma besteira, que se tratasse tinha chance e não ia dar nada. E de um dia pro outro acontecer isso com a gente. Não é muito fácil superar", lamenta.

Não-Me-Toque adotou novas medidas contra a doença, mas rigorosas. Quem for flagrado em aglomerações levará multa de R$ 500, e quem promover grandes concentrações, será multado em R$ 5 mil.

 

Informações G1

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.