RD Online

WhatsApp

55996230597 -- 55999899863 -- 55997318413

Cotricampo
CS CLIMATIZAÇÃO EM TENENTE PORTELA
CENTER MÓVEIS REDENTORA
Rafa Instalações
Anúncio Rádio RD Online
Auto Posto Gemelli
ZÉ AUTOMÓVEIS
Ceducar Centro Educacional Carla Renati Andriguetto
Casa Nova de Redentora
C-TEC REDENTORA
JL MÓVEIS E ESQUADRIAS REDENTORA
UNOPAR INFE
Banner Site
Mecânica e Auto Elétrica Pampa
Lemarco
Vital Seg Serviços de Segurança do Trabalho e Saúde Ocupacional
Cervejaria da Praça
UNOPAR VESTIBULAR
Sicredi
Via Tec telecom
Gordelícias
JP Celulares Redentora

Dentista encontrada morta em área de mata é enterrada em Tupanciretã

Após ficar quatro dias desaparecida, corpo de Bárbara Machado Padilha, de 32 anos, foi achado em Santa Maria, na tarde de quarta-feira (14). 'Parece que se trata de um suicídio', disse o delegado Sandro Meinerz.

15/10/2020 13h46
Por: Depto de Jornalismo .
Fonte: G1 RS
Corpo da dentista foi enterrado na manhã desta quinta em Tupanciretã — Foto: Viviane Lara/RBS TV
Corpo da dentista foi enterrado na manhã desta quinta em Tupanciretã — Foto: Viviane Lara/RBS TV

A dentista Bárbara Machado Padilha, de 32 anos, foi enterrada na manhã desta quinta-feira (15), em Tupanciretã, na Região Central do estado. Após ficar quatro dias desaparecida, o corpo da mulher foi encontrado, na tarde de quarta (14), em uma área de mata, de difícil acesso, em Santa Maria, a 90 km de distância.

"Bárbara foi encontrada morta e parece, por ora, que se trata de um suicídio. A bolsa não foi encontrada", diz o delegado Sandro Meinerz.

Segundo o delegado, Bárbara tinha marcas de arranhão, provavelmente causadas pelos galhos, já que a mata na região é fechada. A polícia chegou até o local devido ao sinal de celular da dentista.

O laudo da necropsia, que indicará a causa da morte, aguarda o resultado de exames complementares, que serão feitos pelo Instituto-Geral de Perícias (IGP), em Porto Alegre. Investiga-se se a mulher ingeriu álcool, drogas ou medicamentos.

Bárbara morava em Tupanciretã, mas viajou até Santa Maria no sábado (10), a cerca de 90 km, com um carro de aplicativo. Imagens das câmeras de segurança mostram a dentista comprando uma garrafa de água e chocolates em uma loja de conveniência, após desembarcar. 

Segundo a Polícia Civil, Bárbara tinha clientes marcados até o final de novembro. A família percebeu que ela foi desmarcando unha, pilates, academia, e que vinha apresentando sintomas de quadro depressivo.

Antes da viagem, Bárbara atendeu pacientes e almoçou com os pais e o marido. A amiga Márcia Severo, que também a encontrou no dia, diz não ter notado nenhum comportamento incomum.

A cidade onde Bárbara residia, Tupanciretã, decretou luto oficial de três dias.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias