RD Online
Auto Posto Gemelli
JL MÓVEIS E ESQUADRIAS REDENTORA
Sicredi
C-TEC REDENTORA
Banner Site
ZÉ AUTOMÓVEIS
CS CLIMATIZAÇÃO EM TENENTE PORTELA
Via Tec telecom
Mecânica e Auto Elétrica Pampa
Casa Nova de Redentora
JP Celulares Redentora
UNOPAR INFE
Rafa Instalações
Ceducar Centro Educacional Carla Renati Andriguetto
Vital Seg Serviços de Segurança do Trabalho e Saúde Ocupacional
UNOPAR VESTIBULAR
CENTER MÓVEIS REDENTORA
Cervejaria da Praça
Cotricampo
Gordelícias
Lemarco
Anúncio Rádio RD Online

Para garantir EPIs, governo adia volta às aulas no Ensino Médio da rede estadual para 20 de outubro

06/10/2020 09h16
Por: Depto de Jornalismo .
Fonte: Com informações de Gaúcha ZH
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

A Secretaria Estadual de Educação anunciou que a volta das aulas nas Escolas Estaduais será no dia 20 de outubro. Anteriormente, a data prevista era dia 13 deste mês.

De acordo com a com a Seduc, isso ocorre devido à necessidade de que os materiais e equipamentos de proteção individuais (EPIs) cheguem em sua totalidade às escolas para maior segurança de alunos, professores e funcionários. O governo afirma que a compra dos EPIs e dos materiais de desinfecção foi concluída, mas precisa de tempo para que tudo seja entregue no período de 15 dias entre o início das atividades de preparação (5 de outubro) e o começo das aulas (20 de outubro).

O retorno, de acordo com o governo, se dará em regime de plantão, em revezamento e escalonamento, cumprindo todos os protocolos sanitários do modelo de distanciamento social controlado. Durante o período, serão realizadas ações de organização das equipes, adaptação dos ambientes frente aos protocolos e alinhamento pedagógico, entre outras iniciativas.

A Seduc também encaminhou às Coordenadorias Regionais de Educação documento com orientações para o retorno das atividades presenciais de preparação nas escolas estaduais a partir de 5 de outubro. Entre os requisitos para a ação está a aquisição e uso de máscaras, álcool gel, termômetro, luvas descartáveis de látex, produtos de higienização, água sanitária e desinfetantes, conforme os protocolos sanitários.

Todos os materiais para as equipes das escolas e para os estudantes devem ser garantidos pelo Estado. O governo afirma ainda que irá dispor de um investimento na casa de R$ 270 milhões para aprendizagem, capacitação, aquisição de equipamentos de proteção e materiais de desinfecção e contratação de professores e profissionais de apoio (serventes e merendeiras).

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.