RD Online

WhatsApp

55996230597 -- 55999899863 -- 55997318413

CENTER MÓVEIS REDENTORA
UNOPAR INFE
TÁXI REDENTORA
Macali Brasil
Mecânica e Auto Elétrica Pampa
Ceducar Centro Educacional Carla Renati Andriguetto
Auto Posto Gemelli
CS CLIMATIZAÇÃO EM TENENTE PORTELA
Lemarco
Gordelícias
Casa Nova de Redentora
Gráfica Modelo
Rafa Instalações
Cotricampo
Anúncio Rádio RD Online
ZÉ AUTOMÓVEIS
Cervejaria da Praça
Banner Site
UNOPAR VESTIBULAR
Vital Seg Serviços de Segurança do Trabalho e Saúde Ocupacional
JL MÓVEIS E ESQUADRIAS REDENTORA
JP Celulares Redentora
Ellas Engenharia
C-TEC REDENTORA
Via Tec telecom
21 BOVINOS

Secretaria da Agricultura e Polícia Civil apreendem 21 bovinos em Santa Vitória do Palmar

Na propriedade, que não tem cadastro na inspetoria local, foram encontrados 21 bovinos sem comprovação de origem.

14/09/2020 15h43
Por: Depto de Jornalismo
Fonte: Elaine Pinto/Ascom Seapdr/Secom
Os bovinos sem procedência foram apreendidos na localidade de Espinilho - Foto: Divulgação Polícia Civil
Os bovinos sem procedência foram apreendidos na localidade de Espinilho - Foto: Divulgação Polícia Civil

Uma ação conjunta da Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr) e da Polícia Civil apreendeu 21 bovinos sem procedência na localidade de Espinilho, em Santa Vitória do Palmar. A operação, realizada na última quinta-feira (10/9), foi feita a partir de denúncia anônima recebida pela inspetoria de defesa agropecuária do município. Participaram da ação equipes do Programa Sentinela, da Seapdr, da Delegacia de Combate aos Crimes Rurais e Abigeato (Decrab) de Camaquã e da delegacia de Santa Vitória do Palmar.

“O relato apontava que, na localidade de Espinilho, uma propriedade rural mantinha bovinos sem procedência, infestados pelo carrapato Rhipicephalus (Boophilus) microplus, parasita naturalmente inexistente naquela região do Estado. Esse fato sustentava a hipótese da entrada de animais de forma clandestina no município”, explica o fiscal estadual agropecuário Ivânio da Silva Machado, integrante do Programa Sentinela.

Na propriedade, que não tem cadastro na inspetoria local, foram encontrados 21 bovinos sem comprovação de origem. Os técnicos da secretaria classificaram o rebanho e fotografaram as marcas e sinais de identificação, para possível reconhecimento de produtores vítimas de abigeato. Ao final da tarde de sexta-feira (11/9), um produtor de Rio Grande reconheceu sua marca dentre as identificadas e divulgadas. Mediante comprovação, os animais serão restituídos ao dono.

A Seapdr autuou o responsável pela propriedade em Espinilho, dando prazo regulamentar para esclarecimentos. “Findo o prazo e não havendo justificativa legal, os animais serão encaminhados ao abate, uma vez que sua condição sanitária é desconhecida e, portanto, põe em risco a saúde pública e animal da região e do Estado”, detalha Machado. Caso seja aprovada para o consumo, a carne será doada a instituições de caridade de Santa Vitória do Palmar.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias