RD Online

WhatsApp

55996230597 -- 55999899863 -- 55997318413

Auto Posto Gemelli
C-TEC REDENTORA
Ceducar Centro Educacional Carla Renati Andriguetto
JL MÓVEIS E ESQUADRIAS REDENTORA
Gordelícias
Anúncio Rádio RD Online
Casa Nova de Redentora
CS CLIMATIZAÇÃO EM TENENTE PORTELA
Banner Site
Mecânica e Auto Elétrica Pampa
Vital Seg Serviços de Segurança do Trabalho e Saúde Ocupacional
Cotricampo
Cervejaria da Praça
Via Tec telecom
Lemarco
Sicredi
UNOPAR VESTIBULAR
UNOPAR INFE
Rafa Instalações
ZÉ AUTOMÓVEIS
CENTER MÓVEIS REDENTORA
JP Celulares Redentora

Mourão defende que pessoas ''que têm condições'' paguem pela universidade pública

Vice-presidente acredita que isso permitiria o custeio de programas de permanência em universidades privadas

27/08/2020 08h55Atualizado há 3 meses
Por: Depto de Jornalismo .
Fonte: Gaúcha ZH

O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, afirmou ser "um paradoxo" no Brasil o atendimento educacional nas universidades federais para "gente que poderia pagar os seus custos e está recebendo um ensino de graça, posteriormente não devolvendo nada para o País".

— Ouso arriscar que uns 60% que frequentam universidade federal têm condições de pagar —  afirmou o vice-presidente, sem provar os dados. — Um pagamento que eles fizessem serviria para que mais alunos ingressassem no setor privado e, consequentemente, para que aumentássemos o percentual de jovens com ensino superior — disse Mourão.

O vice-presidente defendeu que o pagamento pelo ensino público nas universidades federais poderia gerar recursos para financiar programas de permanência em instituições privadas.  

— É algo que nós temos que pensar hoje seriamente e sem preconceitos porque pagamento a universidades federais poderia ser um recurso canalizado para aqueles jovens que precisam de financiamento pagarem uma universidade privada —  disse. — Seria uma compensação muito justa — completou.

Mourão participou na manhã desta quarta-feira (26) de aula magna a alunos do grupo Ser Educacional.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.