RD Online
CENTER MÓVEIS REDENTORA
Gráfica Modelo
CS CLIMATIZAÇÃO EM TENENTE PORTELA
Gordelícias
C-TEC REDENTORA
Cervejaria da Praça
Vital Seg Serviços de Segurança do Trabalho e Saúde Ocupacional
JP Celulares Redentora
Lemarco
Cotricampo
UNOPAR VESTIBULAR
Auto Posto Gemelli
Auto Posto Gemelli
JL MÓVEIS E ESQUADRIAS REDENTORA
Via Tec telecom
JBS S/A
UNOPAR INFE
Anúncio Rádio RD Online
Locutor Márcio Schimidt
Macali Brasil
Banner Site
Ellas Engenharia
Casa Nova de Redentora

Moradores de municípios da Serra do RS são removidos de casa após fissura em barragem

Imóvel mais próximo fica a cerca de 43 km do rio. Empresa afirma que não há risco de ruptura.

31/07/2020 10h49
Por: Depto de Jornalismo .
Fonte: G1 RS
Moradores das margens do Rio das Antas são removidos para conserto de fissura em barragem. Foto: Reprodução/RBS TV
Moradores das margens do Rio das Antas são removidos para conserto de fissura em barragem. Foto: Reprodução/RBS TV

Moradores das margens do Rio das Antas em cinco cidades da serra gaúcha serão temporariamente removidos para o conserto de uma fissura na barragem Passo do Meio, em São Francisco de Paula.

O imóvel mais próximo fica a cerca de 43 km da barragem, no interior de Caxias do Sul, e os moradores de 20 propriedades devem ficar fora de casa cerca de 20 dias, que é o tempo previsto para o conserto da fissura. A maioria das casas que estão as margens do rio são de lazer ou estão desocupadas.

A empresa Energética Campos de Cima da Serra afirma que não há risco de ruptura, mas por prevenção foi decidido, junto com os órgãos estaduais, acionar o plano de emergência da barragem.

A hidrelétrica Passo do Meio fica entre São Francisco e Bom Jesus. Para o conserto, a empresa precisou reduzir o nível de água na barragem e foi feita a abertura de um canal de desvio do Rio das Antas. Abaixo da hidrelétrica há duas barragens de contenção de água.

"É uma questão controlada, de risco mínimo, porém enquanto tiver o risco e a situação de emergência, que as pessoas não frequentem essas localidades. Muitas vezes as pessoas vão esporadicamente, têm uma casa de veraneio, de final de semana, ou utilizam para um passeio e estarão se colocando em risco. Então a ideia é minimizar e eliminar o risco", afirmou o tenente coronel da Defesa Civil, Sandro Carlos Gonçalves da Silva.

  • Moradores de municípios da Serra do RS são removidos de casa após fissura em barragem
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias