RD Online
CS CLIMATIZAÇÃO EM TENENTE PORTELA
Banner Site
Locutor Márcio Schimidt
Anúncio Rádio RD Online
JL MÓVEIS E ESQUADRIAS REDENTORA
C-TEC REDENTORA
Gordelícias
Lemarco
Gráfica Modelo
JBS S/A
UNOPAR INFE
Casa Nova de Redentora
Auto Posto Gemelli
Vital Seg Serviços de Segurança do Trabalho e Saúde Ocupacional
CENTER MÓVEIS REDENTORA
JP Celulares Redentora
Cotricampo
Macali Brasil
UNOPAR VESTIBULAR
Ellas Engenharia
Via Tec telecom
Cervejaria da Praça
Auto Posto Gemelli

Fraudadores do auxílio emergencial poderão ser indiciados por estelionato e falsidade ideológica

02/07/2020 09h11
Por: Depto de Jornalismo .
Fonte: Gaúcha ZH
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Os ministros do Tribunal de Contas da União (TCU) decidiram encaminhar para o Ministério Público Federal (MPF) a lista com os nomes de 620 mil pessoas suspeitas de fraudarem a ajuda emergencial paga pelo governo  desde o início da pandemia.

Relator do caso, o ministro Bruno Dantas afirmou que está indignado com as informações que estão no relatório. Segundo Dantas, não basta que os que receberam indevidamente os R$ 600,00 devolvam o dinheiro para os cofres público e defendeu que essas pessoas respondam processo penal.

Na lista de fraudadores identificados existem mais 235 mil empresários com uma renda totalmente incompatível com o recebimento do benefício.

Bruno Dantas ressaltou para os colegas da Corte que o pagamento do auxílio exige uma autodeclaração de que realmente as pessoas estão em dificuldade financeira. Portanto, quem assinou a declaração online, mas não está precisando de ajuda, deve responder processo penal. Nesse caso, o Ministério Público Federal e a Polícia Federal são os responsáveis por esse tipo de apuração. Se forem abertos inquéritos, os suspeitos serão ouvidos e poderão ser indiciados por estelionato e falsidade ideológica.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias