RD Online
UNOPAR VESTIBULAR
PADARIA E CONFEITARIA DOCE SABOR
CS CLIMATIZAÇÃO EM TENENTE PORTELA
Ellas Engenharia
Lemarco
Locutor Márcio Schimidt
Cervejaria da Praça
C-TEC ELETRÔNICOS E INFORMÁTICA 2
Gráfica Modelo
Macali Brasil
Banner Site
Anúncio Rádio RD Online
JP Celulares Redentora
Nacional Gás Redentora
Móveis Rústicos do Nego Claudio
C-TEC ELETRÔNICOS E INFORMÁTICA
UNOPAR INFE
Cotricampo
Casa Nova de Redentora
Via Tec telecom
METALÚRGICA PORTELA
Gordelícias
JBS S/A
CENTER MÓVEIS REDENTORA
JL MÓVEIS E ESQUADRIAS REDENTORA
PROTOCOLOS

A posição do Inter sobre o futuro dos treinos após quatro casos de covid-19 no elenco

Clube defende a segurança das atividades e entende que é possível avançar para trabalhos coletivos

30/06/2020 17h31
Por: Depto de Jornalismo
Fonte: Gaúcha ZH
Treinos comandados por Coudet ocorrem sem contato físico e com o elenco dividido em pequenos grupos - Foto:Ricardo Duarte/Inter/Divulgação
Treinos comandados por Coudet ocorrem sem contato físico e com o elenco dividido em pequenos grupos - Foto:Ricardo Duarte/Inter/Divulgação

Apesar da confirmação de quatro casos positivos de covid-19, o Inter vai manter os treinamentos no CT do Parque Gigante, com as mesmas regras seguidas há oito semanas, com o elenco dividido grupos e sem contato físico entre os jogadores. A única mudança é que os atletas contaminados não participarão dos trabalhos por 14 dias. Além disso, o clube segue defendendo que as atividades evoluam para treinos coletivos.

— Não é com esses casos positivos que vamos tirar essa solicitação de continuar avançando no processo de treinamento. Nós continuamos ainda solicitando que possamos fazer coletivos, porque o protocolo está mostrando que é efetivo — disse o coordenador de saúde do Inter, Luís Crescente.

A avaliação colorada é de que, treinando no CT, os jogadores estão mais seguros do que estariam em suas casas. Como os quatro atletas que testaram positivo estão assintomáticos, o departamento médico entende que os protocolos adotados ajudam a sociedade. Afinal, se não fossem os exames realizados no clube, os profissionais sequer saberiam que estão contaminados e, logo, não estariam em isolamento.

— É importante colocar que, ao fazermos essas baterias de exames, isso ajuda no controle populacional. Ao controlarmos o nosso grupo de atletas e seus familiares, estamos minimizando a possibilidade de que esses indivíduos contaminem outras pessoas. Assim, estamos auxiliando no controle da pandemia no nosso ambiente — finaliza Crescente.

Atualmente, o elenco do Inter nos treinos é dividido em seis grupos de cinco a seis jogadores cada. Como há um rodízio permanente entre os atletas, não há como saber se o contato ocorreu entre os profissionais durante o treino ou de forma isolada fora do clube. 

Os nomes dos quatro atletas que testaram positivo não foram revelados. Os demais jogadores que estão negativos se reapresentarão normalmente para o treino de quarta (1), pela manhã.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias