RD Online

WhatsApp

55996230597 -- 55999899863 -- 55997318413

JL MÓVEIS E ESQUADRIAS REDENTORA
Cervejaria da Praça
CS CLIMATIZAÇÃO EM TENENTE PORTELA
Lemarco
C-TEC ELETRÔNICOS E INFORMÁTICA
Gordelícias
UNOPAR VESTIBULAR
C-TEC ELETRÔNICOS E INFORMÁTICA 2
Macali Brasil
Móveis Rústicos do Nego Claudio
JP Celulares Redentora
METALÚRGICA PORTELA
Gráfica Modelo
UNOPAR INFE
Vital Seg Serviços de Segurança do Trabalho e Saúde Ocupacional
Casa Nova de Redentora
Locutor Márcio Schimidt
PADARIA E CONFEITARIA DOCE SABOR
Via Tec telecom
JBS S/A
Anúncio Rádio RD Online
Banner Site
Nacional Gás Redentora
Ellas Engenharia
Cotricampo
CENTER MÓVEIS REDENTORA

Padrasto denunciado por morte de bebê em piscina é encontrado morto

29/06/2020 15h27
Por: Depto de Jornalismo .
Fonte: Informações: São Bento Notícias
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Um homem, de 21 anos, identificado como Willian Kondlatsch de Morais, foi encontrado morto em via pública pela Polícia Militar (PM) na noite de sexta-feira (26), no bairro Majorca, em São Francisco do Sul (SC). Willian foi denunciado pela morte da bebê Helloyse Gabriella Francisco, de pouco menos de dois anos, que era enteada do homem e foi encontrada morta em uma piscina em dezembro de 2019, no município de Joinville (SC).

Segundo informações do São Bento Notícias, o corpo apresentava perfurações causadas por arma de fogo no tórax, rosto e quadril. O corpo foi recolhido ao Instituto Médico Legal (IML) de Joinville e a Polícia Civil de Araquari deve investigar o caso. 

Relembre:

Helloyse foi encontrada morta no dia 20 de dezembro, em uma residência vizinha no bairro Ulysses Guimarães, zona sul de Joinville. A investigação conduzida pela Polícia Civil indiciou o padrasto da criança, Willian Kondlatsch de Morais, por feminicídio, já que o homem seria suspeito de simular um afogamento.

Ele foi preso em flagrante no dia seguinte, mas foi solto em abril e aguardava o júri popular em liberdade, no município de São Bento do Sul. A mãe da menina foi executada na mesma semana da morte da filha, após ter a casa invadida. O pai biológico lutava pela guarda da filha.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias