RD Online

WhatsApp

55996230597 -- 55999899863 -- 55997318413

C-TEC ELETRÔNICOS E INFORMÁTICA
CS CLIMATIZAÇÃO EM TENENTE PORTELA
METALÚRGICA PORTELA
Anúncio Rádio RD Online
Macali Brasil
JP Celulares Redentora
JBS S/A
Nacional Gás Redentora
Cervejaria da Praça
Gordelícias
Móveis Rústicos do Nego Claudio
Casa Nova de Redentora
Lemarco
JL MÓVEIS E ESQUADRIAS REDENTORA
Banner Site
Cotricampo
PADARIA E CONFEITARIA DOCE SABOR
Vital Seg Serviços de Segurança do Trabalho e Saúde Ocupacional
C-TEC ELETRÔNICOS E INFORMÁTICA 2
Locutor Márcio Schimidt
Ellas Engenharia
Via Tec telecom
UNOPAR INFE
Gráfica Modelo
UNOPAR VESTIBULAR
CENTER MÓVEIS REDENTORA
PROFESSORA BRUNA

Professora com câncer de mama cria vaquinha para realizar cirurgia

Bruna Proença de 34 anos luta contra a doença desde o começo de 2020

28/06/2020 14h45
Por: Depto de Jornalismo
Fonte: Diário da Manhã
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

A professora Bruna Proença, 34 anos, recebeu diagnóstico de câncer de mama no começo de 2020. O tumor é do tipo triplo negativo, considerado um dos mais agressivos entre os subtipos de câncer de mama, mas que em nada abala a luta da educadora, que viu seu salário cair pela metade durante o tratamento e em meio à pandemia de coronavírus, já que ela teve que se afastar da escola que lecionava em Carazinho.

Além de todas as dificuldades, a professora, moradora de Chapada, agora encara a luta contra o tempo. Isso porque ela já realizou cinco sessões de quimioterapia e no próximo mês deve fazer a sexta e última sessão. Depois disso, os médicos recomendam que ela faça o quanto antes a cirurgia para esse tipo de tratamento.

“Já fiz cinco sessões de quimioterapia, estou indo para a sexta sessão e após ela terei que fazer uma cirurgia de mastectomia total. O SUS cobre a retirada de apenas uma mama, mas como meu câncer é muito agressivo, o risco que ele retorne na outra mama é muito grande, por isso terei que fazer a cirurgia particular para a retirada das duas mamas”, contou a professora.

Durante o tratamento, Bruna montou em seu quarto um pequeno ateliê chamado “É tempo de Criar”, que ajuda a cobrir as despesas, mas não é o suficiente para custear a operação. Em função disso, a professora lançou uma vaquinha virtual com meta de R$ 30 mil para pagar o valor da cirurgia.

“Com este trabalho extra (no ateliê) pretendo levantar fundos para a cirurgia, e após ela sustentar minha família. Porém, como a cirurgia custa muito caro e como o meu tempo está curto, pois terei que operar no começo do mês de agosto, eu decidi montar essa vaquinha”, concluiu.

Para ajudar na Vakinha Online basta acessar AQUI.

Por Diário da Manhã

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias