RD Online
Gugui Confecções
Anúncio Rádio RD Online
Via Tec telecom
TELE ENTREGA DE GÁS E BEBIDAS DO JAIRO
CENTER MÓVEIS REDENTORA
UNOPAR VESTIBULAR
C-TEC ELETRÔNICOS E INFORMÁTICA
Raynet Telecomunicações
C-TEC ELETRÔNICOS E INFORMÁTICA 2
Macali Brasil
PADARIA E CONFEITARIA DOCE SABOR
UNOPAR INFE
CS CLIMATIZAÇÃO EM TENENTE PORTELA
Gráfica Modelo
Banner Site
Nacional Gás Redentora
JP Celulares Redentora
Cervejaria da Praça
Móveis Rústicos do Nego Claudio
METALÚRGICA PORTELA
JL MÓVEIS E ESQUADRIAS REDENTORA
OPERAÇÃO EXPLOSÃO

Operação Explosão prende 5 pessoas e localiza corpo na Região Metropolitana

Em relação à ossada, encontrada em Sapucaia do Sul, a suspeita é de que o corpo pertença a uma vítima do grupo criminoso.

14/02/2020 17h30
Por: Gilmar Machado
Fonte: Polícia Civil
161
Foto: Polícia Civil/Divulgação
Foto: Polícia Civil/Divulgação

Um corpo ainda sem identificação foi localizado e cinco pessoas presas na Operação Explosão da Polícia Civil, deflagrada na manhã desta sexta-feira (14), em Sapucaia do Sul e General Câmara. Executada em conjunto pela 2ª DP de Sapucaia do Sul e Brigada Militar, o objetivo da operação é desarticular o crime organizado e combater homicídios e tráfico de entorpecentes em Sapucaia do Sul.  Em relação à ossada, encontrada em Sapucaia do Sul, a suspeita é de que o corpo pertença a uma vítima do grupo criminoso.

A operação foi motivada pelo recente crescimento no número de homicídios, nos meses de agosto e dezembro do ano passado. Pontualmente, do dia 23 de dezembro a 27 de janeiro deste ano, outro pico de criminalidade foi registrado: foram 10 assassinatos.

As investigações levaram cerca de cinco meses e resultaram na identificação de diversos locais e suspeitos envolvidos com os crimes. “Por meio da investigação qualificada e da inteligência policial, pudemos apurar que 90% desses crimes foram desencadeados pelo tráfico de entorpecentes”, afirmou a titular da 2ª DP de Sapucaia do Sul, Luciane Bertoletti.

O comandante do 33ª Batalhão de Polícia Militar (BPM), coronel Vlaimir Luis Silva da Rosa, afirma que “onde houver homicídios, a Brigada Militar vai atuar com força até encontrar os seus autores e desarticular pontos de tráfico de drogas apontados pelo serviço de inteligência.” Já segundo o diretor da 2ª Delegacia Regional de Polícia Metropolitana (DPRM), delegado Mario Souza, a cooperação entre as instituições é o que inibirá o crescimento da violência na cidade.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.