RD Online
Macali Brasil
Via Tec telecom
Banner Site
JP Celulares Redentora
UNOPAR VESTIBULAR
TELE ENTREGA DE GÁS E BEBIDAS DO JAIRO
Gráfica Modelo
METALÚRGICA PORTELA
Raynet Telecomunicações
Móveis Rústicos do Nego Claudio
Anúncio Rádio RD Online
C-TEC ELETRÔNICOS E INFORMÁTICA
PADARIA E CONFEITARIA DOCE SABOR
UNOPAR INFE
CENTER MÓVEIS REDENTORA
Cervejaria da Praça
Gugui Confecções
CS CLIMATIZAÇÃO EM TENENTE PORTELA
JL MÓVEIS E ESQUADRIAS REDENTORA
C-TEC ELETRÔNICOS E INFORMÁTICA 2
Nacional Gás Redentora

Contra a Universidad, Inter de Coudet inicia sua primeira decisão

Ainda absorvendo as ideias do treinador, time joga em Santiago, em fase prévia da Libertadores

04/02/2020 11h05
Por: Josoel Silvestre
Fonte: Correio do Povo
121
Inter enfrenta primeira grande decisão sob o comando de Coudet | Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação
Inter enfrenta primeira grande decisão sob o comando de Coudet | Foto: Ricardo Duarte / Inter / Divulgação

Com menos de quatro semanas de trabalho, o Inter de Eduardo Coudet encara sua primeira decisão. Hoje, às 18h, em Santiago, a equipe inicia um confronto com a Universidad de Chile, que será finalizado na próxima terça-feira, no Beira-Rio, valendo uma vaga na última fase prévia da Libertadores. Precisa passar pelos chilenos e depois pelo Macará, do Equador, ou o Tolima, da Colômbia, para entrar na fase de grupos – em que terá a companhia do Grêmio. Ou seja, o jogo de hoje pode ter consequências importantes para toda a temporada.

 

“Não é fácil já ter um mata-mata pela frente, mas jogar Libertadores é sempre bom e queremos entrar na fase de grupos”, comentou o zagueiro Victor Cuesta. “É pouco tempo de trabalho, mas o grupo conseguiu captar rapidamente a ideia do ‘Chacho’ Coudet”, garantiu o defensor argentino.

As primeiras movimentações em terras chilenas foram tranquilas para a delegação colorada, sem topar com grandes manifestações. O time desembarcou no final da noite de domingo. Ontem, descansou até o fim da tarde, quando foi treinar no campo da Universidad Católica. Fiel ao seu estilo, Coudet não quis saber de rachão. Foi um trabalho de muita movimentação e intensidade, mesmo em véspera de jogo.

O técnico não confirma, mas a tendência de escalação é a mesma que começou contra o São Luiz, em Ijuí, com exceção de Guerrero no lugar que foi ocupado por Thiago Galhardo. É possível ainda que ele troque o responsável pela função central da linha de três (4-1-3-2), que na ocasião foi Rodrigo Lindoso, por Nonato ou Johnny ou até mesmo Galhardo. O mais provável, porém, é que Lindoso inicie, e a alteração se dê ao longo da partida.

Independentemente dos nomes, o time buscará a postura pedida pelo novo treinador, obcecado pela tão falada intensidade, com marcação adiantada e transição rápida. “Temos muito trabalho ainda, muitas coisas para melhorar, defensivamente e na equipe toda, mas gostamos da ideia. Dá para ver que o time quer jogar nesse estilo, se sente cômodo. Tem que seguir trabalhando, estamos no caminho”, relatou Cuesta.

Universidad de Chile em reestruturação 

Em 2019, a Universidad de Chile só não caiu porque o campeonato chileno foi encerrado antecipadamente devido à crise social do país. Por conta dos conflitos, a competição foi organizada sem possibilidade de rebaixamento. A equipe ganhou a vaga na pré-Libertadores por ser um dos semifinalistas da Copa do Chile (também cancelada) – e porque o outro candidato, o Unión Española, se negou a disputar a classificação.

Neste início de ano, porém, está passando por uma reestruturação. Contratou muitos jogadores, incluindo alguns reforços de peso que começaram a brilhar na goleada do último sábado, sobre o Curicó, por 5 a 1, depois de uma derrota na primeira rodada: o meia Walter Montillo e o centroavante Joaquín Larrivey, ambos argentinos de 35 anos. “Larrivey é experiente, bom jogador, joga para o grupo”, comentou Cuesta sobre o compatriota que marcou quatro gols no sábado. 

Montillo, que chegou a rivalizar com D’Alessandro no futebol brasileiro no início da década, quando se destacava pelo Cruzeiro, elogiou muito o meia colorado. Em entrevistas à imprensa brasileira, afirmou que D’Ale faz o time jogar, e que o Inter é muito acostumado à Libertadores. O time da La U tem ainda o meia Pablo Aránguiz, irmão do jogador do Bayer Leverkusen, e Beausejour, lateral que tem mais de 100 jogos pela seleção chilena e passou pelo Grêmio em 2005 (e também tem 35 anos).

Libertadores - Segunda fase prévia

Universidad de Chile

De Paul; Rodríguez, O. González, Luis Mago e Beausejour; Cornejo, Galani , P. Aránguiz e Montillo; Henríquez e Larrivey. Técnico: H. Caputto

Inter

Lomba; Rodinei, Moledo, Cuesta e Moisés; Musto, Edenilson, Lindoso e Patrick; D’Alessandro e Guerrero. Técnico: Eduardo Coudet

Árbitro: Facundo Tello (ARG)

Local: Estádio Nacional, em Santiago (Chile)

Data e hora: 4/02, às 18h

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.