RD Online
UNOPAR VESTIBULAR
CENTER MÓVEIS REDENTORA
Móveis Rústicos do Nego Claudio
METALÚRGICA PORTELA
Macali Brasil
JP Celulares Redentora
TELE ENTREGA DE GÁS E BEBIDAS DO JAIRO
Raynet Telecomunicações
UNOPAR INFE
Banner Site
Gráfica Modelo
C-TEC ELETRÔNICOS E INFORMÁTICA 2
Cervejaria da Praça
Nacional Gás Redentora
CS CLIMATIZAÇÃO EM TENENTE PORTELA
JL MÓVEIS E ESQUADRIAS REDENTORA
Gugui Confecções
C-TEC ELETRÔNICOS E INFORMÁTICA
Via Tec telecom
PADARIA E CONFEITARIA DOCE SABOR
Anúncio Rádio RD Online

Taxas para renovar ou tirar a Carteira Nacional de Habilitação estão mais caras no Rio Grande do Sul

04/02/2020 10h19
Por: Josoel Silvestre
Fonte: O Sul
Foto: Reprodução/Pixabay
Foto: Reprodução/Pixabay

O preço para encaminhar a CNH (Carteira Nacional Habilitação) está mais caro no Rio Grande do Sul. O reajuste anual das tarifas, que acompanha a variação da UPF (Unidade de Padrão Fiscal), começou a valer. O aumento é de 3,9% na comparação com 2019, passando para R$ 20,29.

Conforme o Departamento Estadual de Trânsito do Rio Grande do Sul, a atualização dos preços ocorre, de forma automática, no primeiro dia do mês de fevereiro em todas as taxas.

O preço para encaminhar a CNH (Carteira Nacional Habilitação) está mais caro no Rio Grande do Sul. O reajuste anual das tarifas, que acompanha a variação da UPF (Unidade de Padrão Fiscal), começou a valer. O aumento é de 3,9% na comparação com 2019, passando para R$ 20,29.

Conforme o Departamento Estadual de Trânsito do Rio Grande do Sul, a atualização dos preços ocorre, de forma automática, no primeiro dia do mês de fevereiro em todas as taxas.

Como o dia 1º caiu no sábado, os novos valores começam a valer a partir desta segunda-feira (03). A variação da UPF incide sobre os serviços prestados pelos centros credenciados ao Detran-RS: CFCs (Centro de Formação de Condutores), CRVAs (Centros de Registro de Veículos Automotores) e CRDs (Centros de Remoção e Depósito).

Com isso, o custo para realizar o processo da primeira habilitação na categoria B, por exemplo, teve uma elevação de quase R$ 89 – passando de R$ 2.270,76 para R$ 2.359,02. Já a categoria A teve aumento de R$ 75,75, passando de R$ 1.950,51 para R$ 2.026,26. Quem for fazer as categorias A e B ao mesmo tempo terá que pagar R$ 140 a mais, desembolsando R$ 3.748,93.

Os novos valores foram divulgados em portaria no Diário Oficial do Estado na última quinta-feira (30). O Detran-RS esclarece, contudo, que esses valores são os máximos que podem ser praticados. Com relação às aulas, os CFCs podem oferecer descontos.