RD Online
Cervejaria da Praça
CENTER MÓVEIS REDENTORA
METALÚRGICA PORTELA
UNOPAR VESTIBULAR
C-TEC ELETRÔNICOS E INFORMÁTICA
Nacional Gás Redentora
Banner Site
JL MÓVEIS E ESQUADRIAS REDENTORA
Móveis Rústicos do Nego Claudio
Raynet Telecomunicações
Gráfica Modelo
TELE ENTREGA DE GÁS E BEBIDAS DO JAIRO
Anúncio Rádio RD Online
CS CLIMATIZAÇÃO EM TENENTE PORTELA
Gugui Confecções
JP Celulares Redentora
PADARIA E CONFEITARIA DOCE SABOR
Via Tec telecom
Macali Brasil
UNOPAR INFE
C-TEC ELETRÔNICOS E INFORMÁTICA 2

Governo federal concede aumento de 12,84% no piso dos professores da Educação Básica

Salário baso dos educadores passou de R$ 2.557,74 para R$ 2.888,24

17/01/2020 10h01
Por: Josoel Silvestre
Fonte: AE
Segundo MEC, é o maior reajuste para professores desde 2009 | Foto: Cecília Bastos / USP Imagens
Segundo MEC, é o maior reajuste para professores desde 2009 | Foto: Cecília Bastos / USP Imagens

O presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Educação, Abraham Weintraub, confirmaram na noite dessa quinta-feira o aumento de 12,84% no piso salarial dos professores da Educação Básica em todo o País. Com a revisão, o valor do salário base para os professores da rede pública da Educação Básica passou de R$ 2.557,74 para R$ 2.888,24. De acordo com o MEC, é o maior aumento em reais desde 2009.

O reajuste está previsto na Lei do Piso (Lei 11.738), de 2008, que estabelece aumento anual no mês de janeiro. O cálculo automático é atrelado à variação do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

Na conta, é considerada a variação no investimento mínimo por aluno nos estados com menor arrecadação no exercício anterior. No ano passado, os alunos desses Estados receberiam R$ 3.238,52 por ano. Com a melhora na arrecadação dos estados, no fim do ano, esse valor subiu para R$ 3.440,29 - alta de 12,84%.