RD Online

WhatsApp

55996230597 -- 55999899863 -- 55997318413

Gugui Confecções
CS CLIMATIZAÇÃO EM TENENTE PORTELA
CENTER MÓVEIS REDENTORA
C-TEC ELETRÔNICOS E INFORMÁTICA 2
UNOPAR VESTIBULAR
C-TEC ELETRÔNICOS E INFORMÁTICA
Ellas Engenharia
Cervejaria da Praça
JP Celulares Redentora
Banner Site
Móveis Rústicos do Nego Claudio
Locutor Márcio Schimidt
Via Tec telecom
Gráfica Modelo
Nacional Gás Redentora
Macali Brasil
Anúncio Rádio RD Online
JL MÓVEIS E ESQUADRIAS REDENTORA
UNOPAR INFE
PADARIA E CONFEITARIA DOCE SABOR
METALÚRGICA PORTELA
CAMPANHA CONTRA CORONAVÍRUS
ESTRADA ILUMINADA

Estrada Iluminada: Mágoa e Perdão

Coluna escrita por Nilton Moreira

07/06/2019 10h14
Por: NILTON MOREIRA

Um dos mais belos gestos que podemos praticar é o perdão. Ele pode ser ostensivo ou de foro íntimo, pois que muitas vezes a pessoa que estamos perdoando nem precisa saber que o estamos fazendo, já que em muitos casos quem nos ofende muitas vezes nem sabe que o fez e não está preocupado com nossa atitude. Fazem o mal sem saberem as consequências.

Sempre dizemos que o perdão liberta, mas principalmente a quem perdoa, pois vivermos com mágoa pelo mínimo tempo que seja causa um grande mal ao organismo físico. A mágoa de alguém se assemelha a tomarmos um veneno e querer que o outro morra.

Quando perdoamos nos sentimos mais leve, é como se nos liberássemos de algo que nos estava entravando a capacidade de seguir em frente. A mágoa corrói, é sentimento que de momento em momento nos vem à mente e ocupa o nosso raciocínio nos reportando a uma energia pesada passada, fazendo a gente reviver novamente fato perturbante.

O exercício do perdão só existe em razão de conservarmos em nós magoas.

Mas o perdão também pode ser exercido sem existir a mágoa. Isto acontece quando nós é que fomos à causa do mal realizado e assim devemos então nos perdoar. Cometemos erros que muitas vezes apenas nós sabemos e ficamos entristecidos todas as vezes que nos lembramos do cometido, e isto nos causa um mal estar. Quando é assim, é momento de nos perdoarmos e seguir em frente.

Se o que cometemos tem reparação, o façamos, mas se não, deixemos que os próprios desígnios de Deus se encarregue de providenciar no resgate que certamente acontecerá no momento propício.

O perdão é tão importante que Jesus ao ser questionado sobre ele, disse que devemos perdoar setenta vezes sete, isto é, perdoar sempre, até por que pedimos perdão ao Criador e recebemos sempre o perdão Dele, ocasião que recebemos nova oportunidade de vida para proceder aos devidos reparos.

O perdão é algo tão sublime e faz parte dos sentimentos dos adultos, já que é nesta fase que ele seja possível de ser entendido e aplicado, em razão da capacidade intelectual do ser pensante, pois notemos que uma criança não dispõe desta capacidade. É só verificar quando contrariamos uma criança, ela custa, ou às vezes não esquece o que lhe fizemos.

A partir do momento que perdoamos a quem nos fez mal, liberamos essa pessoa de ter de nos encontrar em vida futura para resgatar o mal que nos foi feito. Quer dizer: não vamos nos encontrar em vida futura, o que é benéfico para nós, pois não sabemos se numa próxima vida concluiríamos a desavença.

Perdoemos sempre. Isso será melhor para nós e enaltecedor ao Olhos de Deus.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias